Regresso a uma vida melhor: A integração dos ex-refugiados angolanos após o seu regresso a Angola

Number of Pages: 
78
Year: 
2013
Electronic copy only
Description: 

Entre 1975 e 2002, Angola sofreu um conflicto armado que provocou o deslocamento de milhões de Angolanos no país e para o estrangeiro. Após o final da guerra em 2002, muitos foram aqueles que voltaram para Angola desde países vizinhos.

Apesar da importância deste fenómeno, o regresso dos exrefugiados angolanos é pouco e mal conhecido. Em consequência, o potencial dos ex-refugiados não é totalmente aproveitado numa perspectiva de desenvolvimento humano.

Este estudo oferece um enfoque inovador sobre a questão da migração de regresso em Angola. O inquérito realizado em tres regiões do país, as entrevistas institucionais e a revisão bibliográfica indicam que as condições dos ex-refugiados melhoram após o regresso. No entanto, o potencial adquirido pelos migrantes no exterior pode ser aproveitado de maneira mais eficaz para a promoção do desenvolvimento em Angola com o apoio de políticas adequadas.

Table of contents: 
  • Lista de acrónimos e abreviaturas
  • Lista de mapas, tabelas e gráficos
  • Sumário executivo
  • Executive summary
  • Résumé analytique
  • I. Introdução
    • 1.1 Formulação da problemática
    • 1.2 Objectivos geral e específicos
    • 1.3 Relevância do estudo
  • 2. Revisão bibliográfica
  • 3. Metodologia
    • 3.1 Áreas estudadas, grupo-alvo e amostra
    • 3.2 Recolha e tratamento dos dados
    • 3.3 Ressalvas metodológicas e limitações da análise
  • 4. Discussão e análise dos resultados
    • 4.1 Principais tendências da migração de regresso a Angola
    • 4.2 Características dos ex-refugiados regressados
    • 4.3 As necessidades de (re)integração dos ex-refugiados regressados
    • 4.4 O nexo migração de regresso-desenvolvimento humano em Angola
    • 4.5 O potencial dos migrantes regressados no contexto do processo de desenvolvimento em Angola
  • 5. Conclusões e recomendações
    • 5.1 Conclusões
    • 5.2 Recomendações
  • 6. Referências bibliográficas
  • 7. Anexos